Caminhadas e Trilhas

Unimed Sul Capixaba

NOTÍCIAS


04.11.2008

Número de espécies brasileiras ameaçadas de extinção quase triplica em 15 anos ! Veja Livro Vermelho!

 

 

Livro Vermelho

Número de espécies brasileiras ameaçadas de extinção quase triplica em 15 anos

ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, durante lançamento do livro Vermelho, da fauna ameaçada de extinção - Givaldo Barbosa

BRASÍLIA - O ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, lançou nesta terça-feira o "Livro Vemelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção", que traz uma lista de 625 espécies de animais nessa situação de risco. A última lista desse tipo, divulgada em 1989, continha 218 espécies ameaçadas, quase três vezes menos que a atual, que leva em conta dados de 2004.

Poucos animais, um total de 79, deixaram de ser considerados ameaçados entre uma lista e outra. Em compensação, foram incluídas no novo levantamento 489 espécies. Entre os animais que deixaram de ser considerados sob risco de extinção estão o sagüi bigodeiro, a lontra e o gavião real. Por outro lado, foram incluídos animais como baleia azul, cachalote e albatroz.

" O elefante e a girafa são bichos legais, mas as pessoas só conhecem no zoológico "

Uma das novidades da nova lista é a inclusão dos peixes, que não foram considerados em 1989. Entre os ameaçados estão lambari, peixe-serra, tubarão-baleia, piracanjuba, piabinha e pacu. Os dois volumes do "Livro Vermelho" contêm dados detalhados de cada animal e as regiões onde são encontrados no país.

Os animais foram classificados em três categorias de risco de extinção: vulnerável, em perigo e criticamente em perigo. O ministro contou que vai pedir ao ministro da Educação, Fernando Haddad, que o livro seja distribuído em escolas públicas:

Foto extraída do ?Livro Vermelho da Fauna Brasileira Ameaçada de Extinção?. Na foto, a Jaguatirica/Leopardus pardalis - Divulgação - O elefante e a girafa são bichos legais, mas as pessoas só conhecem no zoológico. A garotada não conhece a nossa fauna e agora vão conhecer e poder ajudar na preservação desses bichos - afirmou.

Do total de animais ameaçados, 380, que representam 60%, estão na Mata Atlântica, bioma que só tem 8% de sua cobertura original preservada.

- A Mata Atlântica é o bioma onde ficam as regiões metropolitanas, os portos, as indústrias, a poluição do ar, a fumaça industrial e esgoto químico - disse.

" Não basta chorar quando se vê um animal na lista de animais em extinção. A lista é um tapa na cara do modo irresponsável de produzir "

Minc responsabilizou o desenvolvimento econômico pelo crescimento do número de espécies em risco de extinção. Ele citou a "ganância", a "usura", o desmatamento e os campos de plantação de soja para explicar a desagradação.

- Todos têm que colaborar, temos que reduzir e muito essa lista. Não basta chorar quando se vê um animal na lista de animais em extinção. A lista é um tapa na cara do modo irresponsável de produzir - afirmou.

 

 

Caminhadas e Trilhas

Todos os direitos reservados © 2016 Caminhadas e Trilhas.