Caminhadas e Trilhas

Unimed Sul Capixaba

Notícias


01.10.2011

Por que visitar a Costa Rica?

 

 

Diversidade foi por muito tempo a melhor palavra utilizada para definir a Costa Rica. Com apenas 0,03 % da superfície do Planeta, o País detém mais de 5 % da biodiversidade mundial, com mais de 13 mil espécies de plantas, 6,5 mil de borboletas, 220 de répteis, 1,6 mil de peixes e 850 diferentes aves. Os números comprovam a diversidade da Costa Rica, mas hoje há outra palavra lembrada quando se começa a definir o destino: sustentabilidade. Isso graças ao sistema de proteção ambiental adotado pelo País, atualmente reconhecido como modelo quando o assunto é gestão do turismo e preservação da biodiversidade.

Conhecida como a indústria sem chaminés, o turismo é a aposta de muitos Países para o desenvolvimento econômico e social. Enquanto alguns destinos "constróem" sua oferta turística , como a Flórida, nos Estados Unidos, com seus parques, ou Las Vegas, erguida no meio do deserto, assim como Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, outros esbanjam "vocação". A Costa Rica é assim, um destino turísitico por natureza. E que natureza!

Além das praias no Pacífico e no Atlântico, comum a muitos dos Países da América Central, a Costa Rica tem vulcões, florestas, montanhas, rios e lagos. Até aí, competição acirrada com destinos do próprio continente, que também exibem cenários semelhantes. Mas é só a primeira vista que a Costa Rica pode ser comparada aos "concorrentes". Quem chega mais perto, e para isto basta informar-se um pouquinho mais sobre o País, descobre porque ele é tão único: porque conseguiu hamonizar-se, melhor que qualquer outro destino, a natureza e a  presença humana. Tanto em seu modelo de urbanização e ocupação terrritorial quanto em relação ao impacto causado pelo fluxo crescente de visitantes.

Ainda na década de 1990, a Costa Rica percebeu que era necessário proteger seu maior bem, a natureza. Era necessário desenvolver um programa de proteção e preservação da biodiversidade. E a Costa Rica fez isso. Tão, mas tão bem, que o programa virou um Certificado para a Sustentabilidade Turísitca (CST). O modelo foi exportado e ganhou o reconhecimento da Organização Mundial do Turismo, que o transformou em um certificado mundial. O certificado é hoje um selo,presente na maioria absoluta dos meios de hospedagem, restaurantes e agências de viagnes da Costa Rica. Para obtê-lo, a empresa cumpre uma séria de requisitos, como evitar e neutralizar emissões e poluição, realizar ações de conservação, utilizar produtos biodegradáveis e adotar política de reciclagem, seguir programas de economia de água e energia elétrica e contratar mão-de-obra, capacitando-a, entre outros.

Na pratica, o que a Costa Rica quer é mostrar que sustentabilidade é algo real e concreto, tanto quanto necessário. E isso é visível para quem visita o País. Um bom exemplo é o Parque Nacional Manuel Antônio , que protege 683 hectares de terras e outros 55 mil hectares de oceano. Tem três praias, todas protegidas por guarda-parques, lagoa de 14 hectares, área de mangue e horário de visitação restrito, para garantir sossego e tranquilidade para os animais silvetres. As muitas iguanas, macacos, quatis e bichos-preguiça espalhadas pela área agradecem. E os visitantes, também!

A Ong Caminhadas e Trilhas leva você até este paraíso. Visite o roteiro.

 

 

Caminhadas e Trilhas

Todos os direitos reservados © 2016 Caminhadas e Trilhas.