Caminhadas e Trilhas

Unimed Sul Capixaba

NOTÍCIAS


05.08.2010

Estudo encontra 21 espécies de peixes no Rio Itapemirim !

 

 

Estudo encontra 21 espécies de peixes no Itapemirim

Foram pescados 499 peixes e só uma espécie exótica foi encontrada: a tilápia.


O Rio Itapemirim está tomado pelos bagres africanos, certo? Errado! A diversidade dos peixes no rio está sendo demonstrada por um estudo que começou há 30 dias. Entre os 499 peixes já capturados e classificados por um biólogo, 21 espécies diferentes foram encontradas. A única exótica foi a tilápia, cuja produção é incentivada em toda a região sul do Estado.


Entre os tradicionais estão dois tipos de robalos, cascudos, violas e piabas. Todos foram pescados ao lado da Ilha da Luz, em Cachoeiro de Itapemirim, onde a Foz do Brasil já começou a construção de uma pequena central hidrelétrica (PCH). O estudo dos peixes é umas das medidas de acompanhamento ambiental da obra.


“Isso demonstra que os trabalhos de recuperação do Rio Itapemirim estão dando resultado. Ficamos tão felizes com o estudo que vamos dar continuidade a ele, apesar de não ter sido solicitado para que conseguíssemos a Licença de Instalação da obra”, afirmou o diretor da Foz do Brasil, Pablo Andreão.


A apresentação dos resultados aconteceu na sessão ordinária da Câmara dos Vereadores desta terça-feira (03). A Foz do Brasil foi convidada a mostrar as novidades do projeto da PCH, cujo projeto já havia sido apresentado aos vereadores em visita à empresa realizada em junho.


“Outro estudo que estamos realizando periodicamente é com dois sismógrafos, iguais aos usados para medir a intensidade dos terremotos. Estamos tomando todo cuidado no momento da remoção das pedras”, acrescentou o diretor.


Ao final da apresentação da empresa, o vereador Wilson Dillen, autor do convite à participação na sessão da Câmara, elogiou a postura da Foz do Brasil. “Já conhecia o projeto e não vejo nada que contrarie a construção da PCH. Novamente, os esclarecimentos foram feitos com clareza e transparência. Valorizo isso”, afirmou.



Nível do Rio não vai ser alterado


Vereadores tiraram dúvidas sobre impacto ambiental, social e econômico da construção


Além de apresentar as novidades do projeto, os representantes da Foz do Brasil aproveitaram a oportunidade para tirar novas dúvidas dos vereadores e dos demais cidadãos que acompanharam a sessão. Em junho, eles já foram à empresa conhecer o projeto.


O vereador José Carlos Amaral perguntou sobre a vazão do rio após as obras. “Há uma alteração pequena, pontual, temporária e prevista no projeto liberado pelos órgãos ambientais. O rio vai voltar ao normal depois das obras, como já aconteceu quando construímos a Estação de Tratamento de Esgoto”, explicou o diretor Pablo Andreão.


O presidente da Câmara, David Lóss, questionou se as contas de água podem ficar mais baratas depois do início do funcionamento da PCH. O diretor da Foz respondeu que isso pode acontecer, já que os custos com energia devem diminuir.


“Especialmente se tivermos novo racionamento de energia, como estudos demonstram que pode acontecer, é que o impacto nas contas vai ser sentido: vamos poder manter nosso padrão de cobrança, sem repassar um eventual aumento devido ao racionamento”, explicou.


O vereador Júlio Ferrari questionou infraestrutura do Parque Camilo Cola, que fica na Ilha da Luz. Pablo Andreão respondeu que a empresa negocia com a prefeitura para revitalizar todo o espaço, assumir a manutenção de todo o espaço, que inclui várias áreas de lazer abertas à comunidade.


Já o vereador Elimar Ferreira, o Neném Cadável, comemorou a nova hidrelétrica, pois ela vai liberar mais energia para as outras empresas de Cachoeiro. “Há pouco perdemos uma empresa que foi para Campos porque não tinha energia suficiente em Itaoca. Outra, de Itaoca, quer produzir mais, mas não consegue, porque não tem energia disponível para ela”, assegurou.




Mais informações para a imprensa:
Rosa Malena Gomes Carvalho - Comunicação Foz do Brasil - (28) 2101-3384

Rita Diascanio e Jackeline Gama - Contatus Comunicação - (27) 3089-4100

Ademar Possebom - Contatus Comunicação / Sul - (28) 9986-7883




 

 

Caminhadas e Trilhas

Todos os direitos reservados © 2016 Caminhadas e Trilhas.